Que bom ter você em nosso Blog!

Faça uma pausa na correria da rotina e confira nossos conteúdos

BEM-VINDO(A)AO

Nosso Blog

Desenvolvemos conteúdos sobre nosso mercado para você sempre ficar por dentro de todas as novidades!

Fome física e fome emocional, como diferenciar?

Você sabe diferenciar os dois tipos de fome? Há dois tipos de fome, a física e a emocional. Uma é a necessidade do organismo, sujeita a efeitos fisiológicos, e a outra é ligada ao desejo, ao prazer e pode desaparecer. A Nutricionista e gerente de unidade Tryx Food Maria Fernanda Gonzalez explica a diferença.

Fome física:

“A fome física’’- Como o nome já diz, está ligada às necessidades fisiológicas. Ela surge quando o nosso corpo precisa de energia para continuar suas atividades do dia a dia, não está relacionada com alimentos específicos, e é quando o corpo manda sinais, como: dores de cabeça, dores de estômago, irritação.

E a fome emocional:

A ‘’Fome emocional’’- É quando o apetite surge para lidar com problemas pessoais. É conhecida como a vilã do emagrecimento, não é considerada um transtorno, ela se manifesta por alguma razão psicológica. Podemos dizer que é a forma que algumas pessoas encontram para buscar alívio e conforto em situações específicas.

Isso acontece porque associamos estes alimentos ao nosso bem estar. No entanto, essa sensação de prazer é momentânea e rápida, podendo gerar um sentimento de culpa posteriormente. Ela também pode agravar ainda mais as sensações de tristeza, angústia e frustração. é aquela que surge repentinamente e pode “sumir” após alguma distração.

Dicas para evitar a fome emocional:

  • Identifique os gatilhos– O primeiro passo é ter consciência dos gatilhos que acionam a vontade de comer. Repare em quando surge o desejo e trabalhe na solução dessa questão.
  • Mastigue devagar– A sensação de saciedade demora a chegar até o cérebro, por isso é importante comer com calma.
  • Pratique exercícios físicos –Uma das causas da fome emocional é a ansiedade, que pode ser combatida com atividade física.

Um planejamento nutricional deve ser equilibrado gerando sempre uma relação saudável com a comida e um entendimento de que não é um único alimento isolado que irá fazer mal ou bem, mas o segredo está no equilíbrio sempre.

Acompanhe nossas redes

© 2020 Todos os Direitos Reservados